YOLANDA BOTELHO

YOLANDA  BOTELHO
EU,YOLANDA

Este "meu" Desassossego...

Tudo quanto fazemos, na arte ou na vida, é a cópia imperfeita do que pensámos em fazer. Desdiz não só da perfeição externa, senão da perfeição interna; falha não só à regra do que deveria ser, senão à regra do que julgávamos que poderia ser. Somos ocos não só por dentro, senão também por fora, párias da antecipação e da promessa

Fonte: "Livro do Desassossego"
Autor:

Fernando Pessoa


Viver é ser outro. Nem sentir é possível se hoje se sente como ontem se sentiu: sentir hoje o mesmo que ontem não é sentir - é lembrar hoje o que se sentiu ontem, ser hoje o cadáver vivo do que ontem foi a vida perdida

Fonte: "Livro do Desassossego

Autor: Fernando Pessoa



domingo, 8 de julho de 2012

PROCURA


A NEBLINA
QUE PAIRA NA MINHA ALMA
PRECISA DE UM RAIO DE SOL
PARA ABRIR.....
E ENTÃO
VOU ESCOLHENDO
PEQUENAS PEDRAS NA PRAIA
DOS MEUS SENTIDOS
PREFIRO AS BRANCAS
MACIAS AO TOQUE
É DE CONVIVEREM MUITO TEMPO
COM O MAR.
O MAR MOLDOU-AS COM A SUA BELEZA...
GUARDO-AS NUMA PEQUENA SACA
QUE TRANSPORTO
CUIDADOSAMENTE
CADA UMA DELAS É UM SENTIMENTO
QUANDO ESTOU TRISTE
OU COM SAUDADES
TOCO-LHES E OLHO-AS
ISSO BASTA....

YOLANDA

1 comentário:

  1. Muito simples,cheio de movimento.Dá para te imaginar a apanhar pedrinhas brancas na areia.E de repente fiquei com saudade de mar.Beijinho

    ResponderEliminar